Jorge Reis-Sá

jorge_saJorge Reis-Sá nasceu em Vila Nova de Famalicão em 1977.
Cursou biologia. Fundou as Quasi Edições em 1999, que editou até 2009.
Desde 2010 que é editor na Babel.
Escreveu narrativa e poesia. Entre os livros que publicou, contam-se
o romance “Todos os Dias” (Dom Quixote, 2006, edição brasileira na
Record em 2007) e o livro de poemas “Instituto de Antropologia”
(Glaciar, 2013), onde reúne todos os seus poemas.
Organizou, com Rui Lage e para a Porto Editora, “Poemas Portugueses –
Antologia de Poesia Portuguesa do Sec. XIII ao Sec XXI”.
É cronista da revistas LER, Sábado e do site Pnet Literatura.
 

 

 


 

Artigos:

 

  • Jorge Reis-Sá (A Escolha do Editor) Outubro 9, 2012 - Nos últimos anos houve alterações profundas no mapa editorial português. Um tecido empresarial atomizado deu lugar à concentração com a divisão entre as grandes, médias e pequenas editoras. Estranhamente (ou talvez não…) os […]
  • A Feira do Livro chegou Maio 2, 2012 - A Feira chegou! E com ela a chuva, infelizmente. Logo neste ano, em que a crise obriga a saldos que se poderiam dizer pornográficos, se a pornografia merecesse tamanho insulto. São saldos do […]
  • Mário Setembro 21, 2010 - Não fui um dos imediatamente convertidos à poesia de Mário Cesariny. Não sou um dos amantes incondicionais de tudo o que o Surrealismo foi e, de alguma maneira em alguns autores (lembro-me da […]
  • Metrofobia Junho 8, 2010 - Amigo disse-me que existia e era verdade. Eu fui ao Houaiss e procurei – nada. Eu fui à world wide web e procurei – nada. Eu fui à wikipédia e procurei – lá […]
  • A Margem Maio 5, 2010 - O que é que está à margem da poesia? A prosa? A mentira? A verdade? A honestidade? Talvez se soubéssemos o que se encontra à margem da poesia assim pudéssemos descobrir o que […]

Partilhar: